Quatro conceitos descartados que fizeram falta

Resident Evil: The Mercenaries 3D cai para sexto lugar nas vendas do Japão

Os Betas estão entre os artigos que mais habitam os sonhos dos fãs de Resident Evil. Mais do que qualquer edição especial ou título obscuro, são estas versões e ideias descartadas que fazem o público imaginar diferentes cenários e pensar em como a série seguiria em frente caso conceitos tão diferenciados tivessem se tornado realidade.

Aqui no SAC, já falamos bastante sobre as Betas de Resident Evil, com diversos textos relacionado a elas. Agora, é hora de eleger os meus quatro conceitos abandonados preferidos, seja pela mudança drástica que realizariam na franquia ou simplesmente por serem ótimas ideias que acabaram sendo deixadas de lado.

4. Elza Walker

E se Elza Walker estivese em Resident Evil 2?

Na versão original de Resident Evil 2, nada da irmã de Chris. A personagem feminina seria Elza Walker, uma estudante que estaria em Raccoon City para participar de um torneio de motociclismo e acabaria se vendo em meio a um holocausto zumbi. Ela não se encontraria com Leon e teria seu próprio enredo, ao lado de outros sobreviventes, em uma tentativa de escapar ilesa da cidade.

A ausência de Elza, porém, deu espaço há algo muito melhor. A motoqueira deu lugar a outra, Claire Redfield, responsável por algumas das tramas mais emotivas da saga e também pelos que muitos considerariam os melhores games da série. E, acima de tudo, alguém cuja presença é requisitada até hoje. Será que o mesmo aconteceria com Walker?

3. A delegacia de Resident Evil 1.5

SAC Responde: como jogar a Beta de Resident Evil 1.5

A história para explicar a delegacia, no mínimo, inusitada, de Resident Evil 2 fala sobre um museu. O local, mais tarde, foi transformado em estação de polícia mas as obras de arte ficaram por lá, um efeito da compulsão de Brian Irons por esse tipo de coisa. Isso também explica os diversos enigmas encontrados no local.

O cenário original do game, porém, tinha contornos mais convencionais. Sem esquecer dos puzzles, a delegacia de Resident Evil 1.5 dava contornos ainda mais caóticos ao game e passavam de forma mais clara o terror pelo qual toda a cidade estava passando. Seria um cenário interessante de se ver, mas talvez não tão emblemático quanto o que acabou se tornando final.

2. Chris X Jill

A Beta de Resident Evil: Revelations

Falei recentemente sobre a versão Beta de Resident Evil: Revelations que, além de diversas outras mudanças no enredo, colocaria Chris e Jill em confronto por um motivo desconhecido. O desentendimento – se é que pode-se dizer isso – entre os dois acabou sendo transferido para outros personagens e a dupla de ouro da franquia acabou fazendo uso do companheirismo de sempre.

É impossível, porém, não pensar no que levaria a esse evento tão diferente. Em uma trama que, desde o início, já tinha tudo para ser diferente do usual, veríamos dois velhos amigos em lados opostos da moeda. Por um motivo que, assim esperávamos, seria forte o bastante. Pena que nunca saberemos exatamente o que ia acontecer entre os dois.

1. Barry Burton e Chris Redfield em Resident Evil 5

Quatro betas RE

Fonte da imagem: ethaclane/Deviant Art

Nos primórdios da cronologia, muito se falou sobre a antiga amizade entre Chris Redfield e Barry Burton, que antecedem até mesmo a criação dos S.T.A.R.S. de Raccoon City. Na franquia, porém, a imagem do veterano policial sempre foi mais associada à de Jill Valentine, com o barbudo se tornando um bom companheiro para a moça.

Isso, porém, mudaria em Resident Evil 5. Quando o modo cooperativo surgiu nas cabeças dos desenvolvedores, o parceiro de Chris seria, justamente, Barry. O companheirismo antigo entre os dois e a história que envolvia uma nova organização constituiriam os cenários perfeitos para o primeiro título multiplayer da franquia numerada e, finalmente, promoveria o antigo coadjuvante a uma posição principal.

Veio, porém, a polêmica do racismo, que aliada a uma necessidade de incluir a sempre tradicional protagonista feminina forte, deu origem a Sheva Alomar. A moça, apesar de ter conquistado o coração dos fãs, jogou para escanteio mais uma vez um dos personagens mais queridos da saga. Não sobraria muito de Kijuju após a ação de Chris e Barry e a batalha contra Wesker, com certeza, ganharia contornos ainda mais épicos.


Tags: , , , , , , ,

Autor: Felipe Demartini Ver todos os posts de

Felipe Demartini (Evil Shady) trabalha com sites de Resident Evil desde 2000. É jornalista e descobriu nos games a melhor combinação entre trabalho e diversão.

39 Comentários em "Quatro conceitos descartados que fizeram falta"

  1. lucius 13/07/2013 at 00:26 -

    chris vs jill passou pra chris vs leon

  2. RogueaVampira 13/07/2013 at 11:58 -

    Revelations ficou devendo uma importância maior para seus protagonistas clássicos. Apesar de ter gostado muito, após terminar o jogo pensei: ‘Faltou alguma coisa…’ Que seria um envolvimento mais emocional, principalmente de Jill, no enredo. Achei que, como na campanha do Leon em RE 6, ela só estava ali para acompanhar o parceiro e salva-lo sempre que possivel ficando à mercê dos personagens ao redor contarem a história do jogo. O conflito entre Chris e Jill realmente fez falta pois mostraria um lado mais humano de Jill, porque, pôxa vida, a Jill as vezes parece um robô programada para ser toda certinha e defensora da moral e dos bons costumes na franquia. Um conflito entre ela e Chris e posteriormente um entendimento seria perfeito e reforçaria ainda mais o laço de amizade entre os dois…além de justificar definitivamente o ato dela se jogar no precipício para salvar Chris em RE 5. Dona Capcom pisando na bola novamente para variar…

    • lucius 13/07/2013 at 15:35 -

      achei que o revelations faltou umas cutscenes mais legais também, e isso já comentei.. até RE3 que é super antigo tem cutsceanes que até hj são lembradas e que se tornaram marca da franquia … pelo menos em RE3 nós viamos a Jill aflita seja com o Nemesis atrás dela, ou com a história dos mercenários e bla bla bla … no Revelations eu senti mais “aflição” “conflito” nos outros personagens, Jéssica, Parker, Raymond do que nela … já que sempre colocam ela ligada ao Chris, então que assumissem um romance entre os 2 logo, daí dava pra entender toda essa preocupação com o Chris nos últimos jogos

  3. RogueaVampira 13/07/2013 at 12:09 -

    Que se resumiu à uma cutscene apenas…Chris e Jill são parceiros de longa data, já tem um relacionamento firmado na franquia e o fato de se desentenderem em uma trama cercada de mistérios e revelações (o que Revelations prometia inicialmente) seria bem mais interessante do que uma ceninha de briga entre protagonistas que se esbarram pela primeira vez na franquia como foi com Chris x Leon…

    • RogueaVampira 13/07/2013 at 12:10 -

      Réplica para o lucious, Felipe. Ajeita aí 😉

      • lucius 13/07/2013 at 15:28 -

        pois é Rogue, concordo com vc… muitas idéias iniciais do Revelations passaram pro RE6 como já comentei em outro tópico… a história do Chris e seu “clone” e o conflito dos protagonistas(ChrisxJill, ChrisxLeon)… eu gostei de RE6, pra falar a verdade… pra mim Ada e seu “clone” Carla ficou até mais interessante do que se fosse Chris e seu “clone”… afinal a essa altura do campeonato já estou saturado de Chris, daí se tivesse mais algo relacionado com ele ia encher o saco… a não ser q esse “clone” fosse o Hunk, ou algo.. mas foi bom RE6 ter sido um banho de água fria pra Capcom, porque eles andavam dando destaque demais pro Leon e pro Chris em todos os jogos… depois de RE6, agora os outros personagens podem receber mais atenção… seja Jill e Claire, e os sumidos que todo mundo já sabe… também concordo com o que vc disse, a Jill tá muito robô nesse jogo, e sempre atrás do Chris, ta na hora de inovar… fazer um jogo com ela sem o Chris por perto.. e algo que poderia mostrar o passado dela… não sei pq a Capcom não entra em detalhes mais profundos dos personagens… uma coisa que RE6 trouxe de bom foi a Sherry, espero q não inventem de sumir com ela como fazem com todos… a Helena sei que nem deve voltar mais, é o legítimo “caso amoroso” do Leon que eles andam colocando nos jogos/filmes que ele participa e só.

        • Rogue vampira 14/07/2013 at 11:37 -

          Eu também gostei da Ada ter o seu ‘clone do mal’ em RE 6. A Carla foi o chefe mais legal e assustador de se enfrentar no final, Ustanak, Simons e aquela BOW enorme da campanha do Chris foram os chefes mais chatos, não pela dificuldade, mas porque se arrastaram por quase um capitulo inteiro para serem derrotados…sem contar a ausência da sensação de estar efetivamente os derrotando por causa da interrupção constante de cutscenes desnecessárias e a camêra…que insiste em ‘filmar’ os chefes sempre que pode tirando a liberdade do jogador de se olhar para onde quer ¬¬’. E vc tem razão, Chris e Leon já tiveram as suas oportunidades de ‘brilhar’, agora é tempo de personagens sumidos voltarem a brilhar como Claire e Jill. Quanto a Sherry, eu já disse em um comentário antes, achei ela o personagem mais verossímil do jogo por sua capacidade de regeneração de ferimentos( o que justifica ela levar tiros no jogo e não morrer por exemplo), se a Capcom continuar com seus planos de apresentar uma nova geração de protagonistas eu aposto que a Sherry volta no próximo jogo sim. Eu acho que a Helena tinha potencial para ser um dos melhores personagens do jogo, vendo o file dela dá para ter uma noção desse desperdício de potencial. O file diz que ela já não era digna de confiança pelos colegas Agentes por causa de seu temperamento explosivo e inconsequente, onde uma vez chegou a espancar um rapaz. Por causa da desconfiança dos colegas com ela, eles não acreditaram no aviso dela de não deixar o Presidente desprotegido na Universidade, para investigarem uma (falsa)ameaça de atentado ao mesmo em outro local porque este corria perigo de vida. Mas a história dela no jogo se resumiu a ir na tal da Catedral, salvar a irmã e se vingar do Simon…e de quebra trocar um olharzinho sem graça com o Leon. Tudo correu ás pressas e o fato dela trair o seu país para salvar a irmã não causou o impacto que deveria ter. O que eu achei mais sem noção foi ela entregar o Leon de bandeja para a Ada no final depois daquela ceninha do olhar dos dois nos esgotos de Tall Oaks (tão romântico…=P)…

          • lucius 15/07/2013 at 13:12 -

            eu queria que a Ada e a Carla tivessem se encontrado antes da Carla morrer e começar a sofrer mutação… achei sem graça, passar quase toda campanha da Ada atrás da sua “irmã má” e quando encontrá-la ela já estava praticamente morta sofrendo mutação e blá blá blá

  4. rescclp 13/07/2013 at 12:39 -

    Bem, Elza Walker possui bastante semelhança visual com a Ashley, e a idéia de um terceiro personagem passar por Raccoon sem ter contato com os “principais” já foi abordada nos Outbreaks…
     
    Num possível REmake, ela poderia ter uma história a parte, inclusive tendo contatos na jornada com Ada Wong e porque não Jill Valentine, já que esta, está em Raccoon City no mesmo periodo, porém na jornada de Resident Evil 3. ^^

    • José Mac 14/07/2013 at 08:12 -

      Seria uma ideia bacana mesmo se num eventual Remake de RE2, eles homenageassem o lendário beta de RE2, dando vida a Elza…

  5. Dhiego 13/07/2013 at 17:23 -

    Para mim Barry é um dos personagens mais fodas de RE, e eu acho que ficaria bem melhor Barry do que Sheva, pois envolveria mais personagens que estavam presentes no inicio da historia em seu desfecho. E motivos para ajudar Chris em busca de Jill não faltava. ‘-‘

  6. Willian Carvalho 13/07/2013 at 21:39 -

    Ei Demartini! Uma coisa meio nada a ver aqui: você não deveria mudar a data de Copyright do site de 2011 pra 2013? Porque assim fica parecendo que o direito ficou só naquele ano! Acho que tem que atualizar sim!

    • Felipe Demartini 14/07/2013 at 01:44 -

      Valeu pelo aviso e pela atenção 😉

  7. nome 13/07/2013 at 21:53 -

    Eu terminei o Revelations e também achei que faltou alguma coisa. Chris e Jill são meus personagens favoritos, não gostaria de um confronto entre eles. Eu amo a Claire, mas não significa que não gostaria da Elza. Já no RE5 eu adorei muito mais a Sheva. Desculpa aí Barry. 😀
    Acho que não mudaria nada do foi feito neste jogos que o Demartini citou. Eu acho simplesmente eles perfeitos, uma verdadeira obra-prima.

  8. Victor Breno 14/07/2013 at 01:46 -

    O que eu gostaria mais de ter visto seria Chris VS Jill. CLARO, com uma boa justificativa.

    • José Mac 14/07/2013 at 07:59 -

      O problema seria ter essa justificativa. A verdade é que acho que nem a Capcom sabia o que seria essa “briga” quando fez esse vídeo, rs. Talvez pensaram “vamos criar um video que desperte polemica e curiosidade nos fãs e depois vemos a historia”.

      • Rogue vampira 14/07/2013 at 10:50 -

        Eu acho que a Capcom tinha condições de criar essa briga sim José. É como o Felipe falou no artigo, a briga acabou sendo transferida para outros personagens como O’brian e Morgan, Parker e Jessica…
        ****SPOILERS****
        Chris ou Jill poderiam estar no incidente em Terragrigia com Jessica. E a suspeita de Jessica ser uma espiã infiltrada na BSAA seria o motivo do desentendimento entre os dois no Queen Zenobia, papel esse que foi passado para o Raymond. Quando vi a cena em que a Jessica atira no Parker e se manda e logo em seguida o Raymond aparece para ajudar pensei: “Pqp bem que no lugar do Parker poderia ser o Chris ou a Jill levando esse tiro e logo em seguida Chris ou Jill aparecendo para ajudar e dizer: “Você tinha razão parceiro(a)…” E logo em seguida têm que carregar o parceiro ferido enquanto o Queen zenobia estava prestes a ser destruído. Mas antes do Queen zenobia ser destruido Normam apareceria, a dupla os venceria e fim. Seria épico..mas, infelizmente, de acordo com a história oficial, sqn…

        • José Mac 14/07/2013 at 12:25 -

          O exemplo citado por vc é até bem plausível, reconheço.
          O problema seria a Capcom implementar essa “rivalidade” sem despertar a ira dos fãs + chatos da série com comentários do tipo “mas Chris e Jill nunca se estranhariam dessa forma!” ou “eles estao juntos a tanto tempo, entao nao poderiam brigar depois de anos!”
          Pessoalmente?? Eu acho que seria uma história bem mais interessante que a oficial do jogo, mas tem muito purista que empaca na hora…

  9. José Mac 14/07/2013 at 07:45 -

    Realmente, Barry em RE 5 é o que causaria mais frisson entre os fãs. Agora, o que poderia levar a série a caminhos totalmente diferentes seria a Elza. Não necessariamente no bom sentido, mas talvez ela não renderia jogaços como foram RE2 e Code Veronica…

  10. Lucas Hoffmann 14/07/2013 at 16:04 -

    É verdade que processaram a CAPCOM porque só se mata negro no jogo?
    Racismo seria, num jogo que se passa na Africa, só haver inimigos brancos para se matar.

  11. Carlos Lopper 14/07/2013 at 17:47 -

    Eu não sinto falta da Elza e a rivalidade de Chris e Jill poderia ser interessante, porém, muito perigoso.
    Desculpem os que gostaram, mas pra mim iria manchar a imagem dos personagens, como mancharam com a de Ada em Resident Evil 6 tendo o clone do mau dela. “Ruthy e Raquel” sempre me vem em mente.
    Sobre a delegacia, eu gosto muito da versão final, adoro aquela delegacia. Amor mesmo!
    Uma que sinto falta sim é o Barry e se tivesse tido ele ao invés de Sheva, a estória teria se saído melhor para os fãs de longa data, retornando ao elenco do primeiro jogo. Isso seria MUITO FODA!

  12. Jaideson 14/07/2013 at 22:42 -

    poxa, se chris, jill e o barry estivessem juntos contra o wesker, ia ser muito foda!!

  13. Iago 15/07/2013 at 00:36 -

    Deveria ter um Remake de resident evil 2 , porém mostrando o que estava acontecendo com chris nesse momento ja que claire o procurava

    • José Mac 15/07/2013 at 11:23 -

      Chris estava na Europa para investigar a Umbrella. Se fossem fazer um jogo sobre isso, não seria um remake, seria um jogo totalmente novo.

      • Felipe Demartini 15/07/2013 at 12:26 -

        Imagina que da hora um jogo assim com o Chris, acessando a internet, buscando informações e investigando as paradas. Tipo um Carmen Sandiego da vida. sqn

        • Dhiego 15/07/2013 at 14:34 -

          pois é. mas acho que seria bem legal se fizesse um jogo do umbrella end, com o gameplay classico.

        • José Mac 15/07/2013 at 16:24 -

          Hahaha, Felipe e suas tiradas!

          • Dhiego 15/07/2013 at 17:02 -

            mas de toda forma ele ta certo. acho que não tem nem como fazer um game baseado nisso. é como eu disse. seria melhor um game do umbrella end.

  14. Nandoskennedy 15/07/2013 at 01:00 -

    Chris e Barry formariam uma dupla realmente interessante em RE5. Mas acho q não deu certo pq se os dois estivessem juntos seria muita apelação contra os monstrinhos de Kijuju, somente o Wesker seria um inimigo a altura dos dois.
    Acho que, no fim, terem colocado a Sheva como parceira do Chris foi a melhor decisão.

  15. Edinan 15/07/2013 at 12:43 -

    No RE Revelations, o Barry seria parceiro da Jill ao invés do Parker, e não me perguntem porque a Capcom mudou isso. Sobre o RE5, com absoluta certeza seria muito mais foda se o Barry pelo menos aparecesse no jogo, pois quem jogou RE1, viu a chantagem que o Wesker fez com a família dele.

    • Dhiego 15/07/2013 at 14:38 -

      Serio isso? eu não sabia embora eu tenha notado a semelhança, Capcom sempre excluindo o Barry. >.<

    • RogueaVampira 15/07/2013 at 18:12 -

      Bom, eu preferia o Barry ao invés do Parker em Revelations também…

  16. Extroy 15/07/2013 at 20:20 -

    Outra coisa tambem foi a sacanagem da capcom ter tirado o Hunk da historia do Revelations… :/
    E tbm no RE5 teria o mercador, capcom tioru tbm ¬¬

  17. iuri 92 16/07/2013 at 13:20 -

    pra mim o resident evil 2 com a Claire não existiu, eu desconsidero o resident evil 2 que chegou em 1998, pra mim o resident evil 2 é o resident 1.5.
    pô gente se vocês não gostam do resident evil 1.5 admitam.
    amo o resident evil 1.5
    eu não sei porque o 1.5 gerou tanto ódio entre nós fãs de resident evil, em 1998 leon não usava granadas de mao, em 1998 Claire não atirava com shotguns, nunca considere o jogo pela forma de jogabilidade mas sim pelos novos conceitos que o antecessor não teve.

  18. Nivaldo Ferreira 16/07/2013 at 21:40 -

    Faltou falar de Resident Evil 3.5 que a meu ver deveria ser reaproveitado como “Resident Evil 3.9 – Pesadelos de Leon” que mostraria a rotina de Leon em sua casa semanas antes de ser contatado pelo presidente dos Estados Unidos para resgatar sua filha Ashley. Notei que o game que foi cancelado possuía um clima sobrenatural com um fantasma que saia de dentro de um quadro e bonecas diabólicas, gostei e muita gente comenta no vídeo.

  19. Ricardo Dias 18/07/2013 at 02:16 -

    Seria muito legal o Barry em RE5.
    Barry é amigo do Chris a mais tempo que a Jill, desde quando o Chris servia a Força Aérea Americana.

  20. Sânio Nunes 20/07/2013 at 23:41 -

    Gostaria muito de jogar com Barry foi meu personagem preferido desde que conheci o RE1

  21. Billy 25/07/2013 at 21:58 -

    É estranho mesmo, o Barry sempre é excluído por algum motivo. Em Umbrella Chronicles, nem se ouviu falar nele. E como bem lembrado, o Parker é muito parecido com ele. É uma pena, porque é um dos personagens mais fodas da série. Uma batalha entre Chris/Barry vs. Wesker seria do século. 🙂