E se Jill tivesse morrido em Resident Evil 5?

E se Jill tivesse morrido em Resident Evil 5?

Boa parte da campanha de divulgação de Resident Evil 5, principalmente no Japão, foi permeada por uma ideia inusitada e, até então, inédita na série: a morte de um protagonista bonzinho. Em imagens promocionais, Chris aparecia ajoelhado frente ao túmulo de Jill Valentine e a morte de sua companheira seria um dos grandes conflitos do personagem ao longo do game.

Muito se especulou, na época, se o falecimento da heroína realmente era verdadeiro. As suspeitas de que havia muito mais nessa história apenas foi ganhando força com os diversos vídeos e imagens que envolviam a Mulher Mascarada, uma das capangas de Wesker e segredo principal do título. Teria, então, Jill mudado de lado? Seria um clone? Ou nada mais do que um plano intrincado da B.S.A.A. para capturar o maior vilão da franquia?

A resposta acabou sendo a mais óbvia: Jill era dada como morta após uma missão mal sucedida para prender o fundador da Umbrella Ozwell Spencer. No ato derradeiro de sacrifício, ela se atira de uma janela para evitar que Chris seja morto por Wesker. A queda, porém, não a mataria e ela acabaria sendo controlada pelo vilão e usada para lutar a favor de aquilo que combatia há anos.

Mas e se Jill realmente tivesse morrido no escuro penhasco que ladeava a Mansão de Spencer? E se a última visão dela fosse um Chris desesperado tateando o nada, enquanto ela caía até não resistir ao forte impacto com o solo?

Uroboros em curso

Sabemos que a resistência viral encontrada no corpo de Jill, após a infecção sofrida em Resident Evil 3, foi fundamental para que Albert Wesker finalizasse suas pesquisas e aprimorasse o vírus Uroboros. Entre a vida e a morte, ela foi cobaia de testes infindáveis e mantida viva em sono criogênico apenas para produzir anticorpos para o vilão.

Tal desenvolvimento, porém, apenas ocorreu devido ao estado de suspensão no qual Jill foi mantida. O suporte vital fez com que o T-Vírus no corpo dela retornasse à ativa, apenas para ser completamente destruído pelo sistema imunológico, deixando apenas sua resistência ao vírus. Nada disso, porém, seria possível com a morte da moça.

As inconsistências do Wesker’s Report

Em busca de uma solução para a agressividade do vírus Uroboros, Wesker poderia voltar sua atenção para outra “ex-infectada” e a Capcom poderia retomar uma antiga trama, descartada do Wesker’s Report. Já que anticorpos era tudo o que o vilão precisava para levar seu plano de destruição mundial adiante, Sherry era uma espécime perfeita para estudos.

Usando possíveis contatos no governo dos Estados Unidos ou simplesmente a força bruta e seu exército pessoal, ele poderia capturar a sobrevivente de Raccoon City e transformá-la na “garota de tubo” – algo que, por sinal, foi uma das especulações relacionadas a Resident Evil 5. A infecção pelo G-Vírus era muito mais potente que a proporcionada pelo T, transformando-a em um belo objeto de estudo.

Com os recursos da Tricell à sua disposição, Wesker bem provavelmente obteria sucesso na criação do vírus Uroboros perfeito e a trama de Resident Evil 5 seguiria sem muitas alterações. Até, claro, ocorrer uma mudança drástica na motivação de seu protagonista.

Em busca do nada

Wesker sabia que Jill poderia ser providencial a seus planos ou, no mínimo, representaria o troféu de uma de suas vitórias contra Chris. Sendo assim, o vilão levaria o cadáver de Jill consigo. A B.S.A.A. realizaria as buscas pelo corpo normalmente, dando a agente como morta em novembro de 2006. Exatamente como na trama em seu curso normal.

Chris seguiria em sua busca sem frutos e, eventualmente, seria enviado para a Zona Autônoma de Kijuju ao lado de Sheva. Após investigar o local, ele tomaria conhecimento dos planos de Wesker e confrontaria o velho inimigo diretamente apenas para saber a verdade: Jill estava morta e, dos S.T.A.R.S. que o velho capitão tanto odiava, restava apenas ele.

Atores interpretam Chris e Jill em comercial de Resident Evil: The Mercenaries 3D

É aqui que o caubói Chris Redfield poderia adquirir os tons subversivos e sombrios tão pincelados pela Capcom, mas nunca levados às últimas consequências. A destruição dos planos derradeiros de Albert Wesker, e também do próprio, não se dariam pelo senso de justiça ou pela necessidade de salvar o mundo. Aqui, o motivo principal seria a vingança, pura e simples.

Teríamos então, em mais um elemento praticamente inédito para a franquia, um personagem cheio de tons de cinza. Alguém que deixaria de lado seu caráter essencialmente bom para fazer justiça com as próprias mãos e por motivos pessoais, deixando de lado jurisdições da B.S.A.A., a guerra contra o terror biológico ou o destino do mundo. Pela primeira vez na franquia, seria pessoal.

Mas como diz o velho ditado, a vingança nunca é plena. Mesmo após assassinar Albert Wesker e vingar a morte de sua velha parceira, Chris poderia não encontrar paz. Como vimos em Resident Evil 6, a morte de companheiros de combate é algo extremamente doloroso para o capitão da B.S.A.A. Se uma missão fracassada e a destruição de todo seu esquadrão o deixou tão transtornado, como a perda de Jill Valentine o afetaria?

Os onze se tornam nove (ou não)

Mais imagens de Chris e Jill em Resident Evil: Revelations

A B.S.A.A. perderia dois de seus fundadores de uma só vez. Com Jill morta, Chris passaria a vagar sem rumo pelo mundo, passando de bar em bar e tentando encontrar consolo no fundo de copos de bebida. Ao contrário do que se desenvolveu no sexto game da série, o agente se lembraria de tudo e, mesmo sendo localizado por Piers Nivans, não teria condições de retornar ao serviço.

A não ser, é claro, que a morte de Jill Valentine servisse apenas para reacender a chama combativa no coração do guerreiro. Em uma trama com muito mais cara de Capcom, Chris Redfield estaria mais envolvido do que nunca na batalha contra o bioterrorismo, de forma a garantir que o sacrifício da amiga não fosse em vão.

Jill se tornaria um símbolo da B.S.A.A. e um exemplo a ser seguido por recrutas e veteranos. No mundo do game, ela se tornaria o norte que guiaria todas as ações de Chris Redfield dali em diante. E, fora dos jogos, o falecimento da personagem seria lembrado para sempre como uma medida de coragem da Capcom que, se bem usada, poderia dar fôlego completamente novo para uma franquia que cada vez mais luta para recuperar seu local de destaque no mercado.


Tags: , , , , ,

Autor: Felipe Demartini Ver todos os posts de

Felipe Demartini (Evil Shady) trabalha com sites de Resident Evil desde 2000. É jornalista e descobriu nos games a melhor combinação entre trabalho e diversão.

106 Comentários em "E se Jill tivesse morrido em Resident Evil 5?"

  1. Guilherme 02/06/2013 at 17:50 -

    Ai matem a irmã sonsa dele kkkkkkkkkk A Jill não! Meu personagem favorito desde sempre :p

    • Lara 02/06/2013 at 21:28 -

      Chamar a Claire de sonsa é fácil quero ver enfrentar Raccoon City junto com uma pirralha (Sherry),ter coragem e burrice de invadir uma sede da Umbrella,sobreviver a Rockford,Alfred,Alexia,Steve(mutado) e Wesker duas vezes,ter coragem de sair em um aeroporto cheio de zumbis tendo apenas um guarda chuva XDXDDXDXDXD
      Sério agora, a capcom esta mesmo precisando recuperar o nome Resident Evil,mas não acho que seja as custas da morte de personagens como Jill ou Chris

      • Nandoskennedy 03/06/2013 at 03:16 -

        Independentemente de quando ou onde, alguém vai ter q morrer em RE, seja Chris, Jill, Leon ou Claire, talvez não tão sedo ou tão tarde, a morte de um ou mais deles marcaria o fim de um era e o começo de uma nova trama para a série.
        Atualmente, acharia essa medida bastante drástica, mas será q não é isso q a série precisa para se revitalizar? Dependendo do contexto, talvez a morte de veteranos da série não seja tão ruim, o problema é q os “calouros” atuais não tem nem metade do carisma dos veteranos (vide Sherry, Jake e Helena), portanto, não poderiam os substituir de forma satisfatória.

      • Murilo 03/06/2013 at 12:18 -

        Mas por favor né gente(capcon)….a muitas maneiras de retornar ao sucesso….um deles é apelando para o terror de novo.. quem jogou deis do 1 sabe como era essa franquia….com uma base de roteiro impecável….pode não ser perfeita mas amamos a trama…Matar a Jill seria uma facada no coração dos fãns…cara seria motivo de depressão pra muitos :C kkkkkk é só buscar as raízes do jogo que os fãns sempre vão estar presentes 😉
        só acho ! kk

        • Lara 03/06/2013 at 17:58 -

          Vc esta certo Murilo,mas não precisa ser propriamente um terror como era antes,realmente nunca mais vai voltar,porém eles podem facilmente criar um ambiente com ação mas ao mesmo tempo ta ação uma tensão,suspense e pq não drama tbem
          E podem colocar uns infectados ao estilo dos do filme Extermínio que dosa ação,suspense e tensão perfeitamente bem

          • marcosRE 05/06/2013 at 06:35 -

            Galera esse jogo q vcs procuram ja existe é tão fácil e se chama Resident Evil Revelations, ele é o melhor que a série pode oferecer 🙂

    • Phoenix 15/07/2013 at 16:51 -

      Mas o quê? Fiquei enjuriado agora, Claire sonsa??
      Sendo um fã de Residen Evil da para perceber que ela fez muito mais coisa que o Leon no RE2 e no Code Veronica então, nem se fale.
      A morte da Jill concerteza traria mais trama ao jogo, muitas pessoas iriam querer comprar o proximo jogo para saber o que aconteceria na vida do Chris, e muito mais.
      Eu particulamente acho que seria melhor sim a morte da Jill e no 6 em vez do Piers ser dupla do Chris sua irmã Claire ser sua parceira, seria bem mais divertido e impolgante, ainda mais que teria brigas creio eu, que faria a trama dele ficar um pouco mais jogavel.

  2. Nicolas Augusto 02/06/2013 at 18:43 -

    Se a Jill tivesse morrido em Resident Evil 5, seria interessante uma narrativa focando no passado e no presente, com diversas lembranças na mente de Chris. Seria como contar duas historias, uma atual e outra no passado até chegar na mansão de Spencer. Na narrativa normal do jogo seria uma morte simplesmente “barata” e mal contada para uma das melhores personagens da série.

  3. rescclp 02/06/2013 at 19:11 -

    E se Jill tivesse morrido no RE5, a Capcom também poderia dar cabo de Chris no RE6! Mas falta MUITA coragem pra ela fazer isso… =(

    • José Mac 02/06/2013 at 21:54 -

      Hahaha…Cleyton como roteirista de RE = Um novo Nemesis, versão 2.0 chacinando ao menos 70% dos personagens antigos!!!

      • rescclp 02/06/2013 at 23:43 -

        Não é bem assim… =P Mas, o final do Chris tinha tudo pra ser o final, emocionar os fãs, com uma morte honrada e tudo mais… Mas, se a Jill tivesse morrido mesmo no RE5, isso seria mais que correto, seria dever da Capcom!
        Imagine Chris nas últimas, olhando um por do sol e falando, pra alguém (?!?): “Diga a Claire que a amo e que nunca desista”, ele olha o horizonte e finaliza: “Jill, já estou chegando…” Nuss seria muito bom! ^^

        • Leonardo 03/06/2013 at 17:54 -

          Eu não acho que Chris deveria ter morrido em RE 6, pelo simples motivo do jogo ser BEM mediano e fraco,no GS4 a morte do Snake foi foda demais assim como o jogo, a morte do personagem foi um marco na história Metal Gear Solid e o jogo um marco na história dos games.(Minha Opinião)

        • RogueaVampira 03/06/2013 at 18:26 -

          Seria de arrepiar.

  4. Marcus Vinícius Roston 02/06/2013 at 19:14 -

    A Jill deve amar muito o Chris, não ter amor à própria vida ou ter muita m* na cabeça para ter se jogado daquele jeito. Mas no final, ela sobreviveu e se tornou um personagem chave para a trama de RE5, e como a morte do Piers no RE6 serviu de motivação para Chris continuar lutando, acredito que se Jill tivesse morrido, o irmão Redfield seria levado para o mesmo caminho.

    • Daniel 03/06/2013 at 00:12 -

      Eu acho que os 2 se amam pacas, agora a Capcom não investe nessa parte da relação deles, por que é muito raso essa relação de parceiros e somente amigos.
      Já era para eles estarem casados e com filhos á anos haha.
      Quanto ao ótimo post do Demartini, sei lá eu acho que se qualquer personagem da franquia fosse morto, teria mimimi infinito. Até hoje tem gente que pensa que o Wesker não morreu no final do RE5 e vai voltar sei lá quando.

  5. esdras b 02/06/2013 at 19:15 -

    Nao valeria a pena. Se jill morresse nao sei se ainda jogaria resident. Seria uma morte simplismente para promover a imagem do chris trazendo o cliche chato da vinganca. Melodrama em vez de terror survivor

  6. Bruno D cesar 02/06/2013 at 20:10 -

    Demartini a Capcom deveria te contratar como roteirista. Nunca pensei nisso, mas agora vejo, que a morte de Jill poderia ter mudado muita coisa na série, mas em compensação as reclamações seriam enormes.

    • Marcus Vinícius Roston 02/06/2013 at 20:17 -

      Infelizmente, o fato de que a comunidade de fãs de Resident Evil é uma das mais CHATAS do universo gamer causa como consequência o medo da Capcom de arriscar matar um protagonista ou tomar decisões que poderiam afetar para sempre os rumos da série.

  7. José Mac 02/06/2013 at 21:43 -

    Se Jill tivesse morrido em RE5, certamente ele seria o jogo MAIS ODIADO da franquia pra muita gente que hj diz que ama ele, rs.
    Felipe citando Seu Madruga foi hilário, kkkkkk (“a vingança nunca é plena”)

  8. LucasIntoxicaçãoAlimentar 02/06/2013 at 21:49 -

    Infelizmente a CAPCOM é muito covarde para matar um protagonista da série, e nunca faria algo desse tipo. Resta então uma solução mágica para manter ela viva e terminar com um finalzinho feliz no helicóptero que resolve todos os problemas do Chris(quero dizer, pelo menos até a CAPCOM decidir reutilizar a mesma coisa no RE6, e denovo não ter coragem de matar um protagonista).

  9. Felipe Demartini 02/06/2013 at 22:30 -

    Nesse ponto eu gosto bastante dos roteiros de CoD. Por mais que falem que o enredo é basicão e curto demais – até pq realmente é – eles n tem medo nenhum de foder com os personagens principais e até matar eles. Não importa o qto eles sejam queridos, ninguém está seguro.
    Mesma coisa vale pra 24 Horas, que sempre me deixou à beira de um surto justamente por causa disso. Vc sempre sabia que, se resolvessem, eles poderiam matar geral. E qto mais os fãs gostassem de um determinado personagem, mais chances ele tinha de morrer.

    Com a Capcom, é tipo filme de faroeste antigo. Por mais que o mocinho apanhe e sofra o diabo, vc sabe que ele sempre vai vencer no final e tudo vai acabar bem. O que pra mim é o pior – não necessariamente todo mundo viver, mas sim, tudo sempre acabar bem.

    • Davis Abreu 03/06/2013 at 11:30 -

      Ghost e Soap que o digam, por mais que tinha um carinho por esses personagens, fica difícil amar um que você nunca vê, mas concordo que mesmo amando um personagem um fim digno para ele é melhor que o esquecimento.

  10. Alan 02/06/2013 at 22:33 -

    E quem garante que a Jill não tá morta? Existe uma lacuna na história, que é de 2009 no final de RE5 e 2012 início de RE6, aconteceu tudo aquilo com o Chris ele some e a Jill nem aparece pra procurá-lo? Onde ela tava? Ela pode ter voltado pra BSAA e morrido em alguma missão nesse meio tempo ou se aposentado e sumido do mapa. Outro período que ninguém sabe é de 2006 na morte da Jill até 2009 no inicio de RE5. Aparentemente Chris acreditava que Jill estava morta e isso não parece ter afetado muito a forma dele agir já que ele continuou na BSAA e deve ter participado de várias missões nesse período, diferente do que aconteceu em RE6 que ele largou tudo pra virar cachaceiro. Acho que se a capcom mantivesse a morte da Jill, é bem possível que a trama seguisse esse caminho de vingança quando o Chris soubesse que era o Wesker por trás de tudo e veríamos a face obscura do Chris. Ainda bem que não mataram ela a Jill é única na franquia não tem outra no mesmo nível, espero que quando ela sair que seja aposentada das missões de campo e que vá pro comando dos agentes de campo.

    • evander 02/06/2013 at 22:59 -

      Jill valentine morrer fora de um jogo? isso sim seria uma falta de consideração com enredo e história meu caro rsrs

    • JV 03/06/2013 at 01:57 -

      A Jill foi usada demais por Wesker, e o P30 gerou bastante efeitos colaterais, fora os traumas que ela passou… Com certeza nesse meio tempo ela foi afastada da BSAA para descansar e, agora com o bioterrorismo maior do que nunca, ela voltará… Não há dúvidas. Eu aposto nela como protagonista de RE7.

      • RogueaVampira 03/06/2013 at 19:17 -

        Eu também acho que a Jill ainda sofreu muito com os efeitos colaterais do P30 após RE 5. Como era uma droga, ela pode ter sofrido abstinência tal como acontece com os viciados em droga na vida real. Isso seria interessante até para o amadurecimento do perfil psicológico da personagem que eu ainda acho muito raso. Ainda não joguei Revelations e não tenho idéia do quanto houve esse amadurecimento, mas até Resident Evil 5 a personalidade de Jill me pareceu pouco trabalhada diferente do Chris e do Leon ( e até mesmo a Ada ) que já tem perfis psicológicos muito bem trabalhado pela Capcom (na medida do possivel )…

  11. evander 02/06/2013 at 23:01 -

    Amo a Jill, como minha personagem favorito, e sim, eu NÃO gostaria que ela morresse, rsrsrs
    mas tem E SE FULAMO MORRER de bastante gente kkkkk
    mas enfim, espero ver ela em um futuro RE7, seja la quando for kk
    ^^

  12. Wes 02/06/2013 at 23:09 -

    ” A vigança nunca é plena mata a alma e envenena!” – nunca esqueço dessa frase.
    A morte da Jill so valeria a pena se fosse para matar o Wesker no final do jogo, da forma como foi apresentado Jill morta e Wesker vivo e continuando com seus planos nao adiantaria a sua morte, e da forma que a Capcom apresenta o Chris, esse não apenas mataría a Jill mas determinaría o fim dele.
    Certo tivemos a sua opniao de como a serie estaría sem a Jill, mas e referente ao presente dela Felipe o que será que aconteceu com ela, simplesmente a mesma nem foi citada em RE6, será que esta em alguna missao? Esta a procura de rastros da Umbrela? Procurando a Claire? O que vc acha Felipe que a Capcom esta planejando para o presente da personagem?

    • Felipe Demartini 02/06/2013 at 23:19 -

      Eu acho que a Capcom não tem que dar conta de todos os personagens em todos os games hahahahaha Senão todo jogo ia ter que ter pelo menos uma dezena de epílogos igual RE3.

      Pra todos os efeitos, ela tb buscou pelo Chris, só que o Piers achou ele primeiro. Pra todos os efeitos, ela tb estava lidando com um foco de infecção.
      Esse é o tipo de pergunta que a galera deveria parar de fazer, já que todos sabemos que a Capcom dificilmente vai responder isso, que nem ponta solta é. É exigir um nível de detalhe pra história que a gente simplesmente nunca teve, desde o começo da saga.
      Assim como perguntam de Jill em RE6, perguntam de Chris na Europa, Leon durante CV, Chris e Leon durante RE4. Qtas dessas perguntas foram respondidas até hj?

      • Wes 03/06/2013 at 08:29 -

        Acho que vc não entendeu a minha pergunta, o que quiz lhe passar não é sobre a questionação do personagem em cima de RE6, concerteza a Capcom não tem como dar contar de todos os personagens em um unico episodio da serie, o que lhe questionei foi sobre o fato será que a Capcom estaria planejando um segundo ponto de vista da historia assim como fez em RE2 e RE3? mas depois dessa é melhor finlisar essa historia! ;-D

        • Felipe Demartini 03/06/2013 at 11:57 -

          Duvido um pouco que a gente veja algum outro incidente grande acontecendo de forma simultânea a RE6 – principalmente por ser um game que não agradou mto, é bem possível que a Capcom deixe de lado e faça de conta que nunca aconteceu, se o comportamento dela com a série Survivor e outras franquias servir de parâmetro.
          Sinceramente, prefiro novas ideias e coisas inéditas do que ficar girando em círculos numa mesma história, até pq, ela teve começo meio e fim em RE6.

          • Chris Redfield 03/06/2013 at 12:58 -

            amigo Resident Evil 6 teve apenas 2 defeitos…1º Jake Muller…e 2º a total ausência de Jill Valentine…Ponto Final.

          • Felipe Demartini 03/06/2013 at 14:10 -

            Eu gostaria tão mais desse jogo se esses realmente fossem os únicos dois defeitos de RE6…..

          • Chris Redfield 04/06/2013 at 15:56 -

            sei… nós poderiamos debater sobre Resident Evil 6 o dia inteiro demartini e só iria chegar em uma conclusão…no seu ponto de vista civil realmente nunca vai ser bom…+ no meu ponto de vista “combatente” e dos meus parceiros q jogamos na Xbox Live é o melhor até agora..poderia ser perfeito se ñ tivesse os 2 defeitos principais q eu disse no último comentário

          • Felipe Demartini 04/06/2013 at 16:44 -

            Foi mal, esqueci de bater continência para o sr. “combatente”. Desculpa ser civil e não manjar nada sobre como é estar numa batalha.

          • Chris Redfield 05/06/2013 at 15:58 -

            Demartini me desculpe se eu fui meio rude no meu último comentário é só pq eu sinceramente ñ entendo os motivos q levam essas pessoas a falarem tão mal do R.E 6…falam mal do gameplay falam mal da história falam mal da ação…+ a nível d gameplay é o melhor da série com várias opções mais realistas como rolar no chão e atirar etc.. todas opções q vc pode fazer na realidade então qm teve problemas com os controles não tá acostumado com games em 3ª pessoa pq tem muitos jogos aí hoje em dia com o mesmo padrão de gameplay com menos opções como essa d rolar no chão + o padrão é o mesmo de câmera e etc..então a nível d gameplay é uma questão de costume então é só se acostumar com os controles é a prática q leva a perfeição….

            a nível de história foi boa começou a trazer elementos como conspiração governamental etc.. mostrando um pouco dos personagens sem estar na missão o lado + humano e sentimental dos personagens então foi bom poderia ser perfeito + foi bom…..

            a nível da ação é normal pq Resident Evil nunca teve terror na série terror de sobrevivência é uma questão de ponto de vista eu nos games antigos eu nunca fiquei com medo d nada eu ficava irritado pq ñ podia mirar aonde eu quero pq na realidade vc mira a arma aonde vc quiser como foi no caso d R.E 4,5, Revelations e 6 então uma coisa q eu ñ concordo ñ é o fato d ter muita munição pq isso é necessário o q eu ñ concordo é o fato d se ter muitas armas na campanha eu acho q poderia ser feito um sistema d armas assim como foi no Max Payne 3 + no R.E poderia ser assim se vc tem uma metralhadora e quer pegar uma escopeta a metralhadora poderia ficar nas costas se quiser mudar pra pistola..ou a metralhadora ou a escopeta são descartadas entendeu? pq assim daria uma tensão e iria parar com essa coisa igual R.E 5 foi d muitas armas desnecessárias apenas o necessário q já começa com o personagem e se aparecer + armas durante o game vc só pode pegar uma e se usar outra arma e querer pegar outra vc descarta aquela q está com vc pq todo mundo sabe q na realidade vc ñ tira armas d alguma espécie d mala invisivel nas suas costas né…então Resident Evil é uma série com muito potencial..+ os produtores tem muito a aprender por isso q Kojima é o deus dos games pq a diferença do Kojima pros produtores d R.E e a Capcom em sí…é q o Kojima se preocupa com a criatividade e a Capcom se preocupa com o dinheiro por isso q faz merda…a maioria dos fãs da série hoje em dia são idiotas criticam criticam e ñ sabem realmente o q querem e a Capcom dá o poder na mão dos fãs acaba fazendo merda os fãs criticam mais ainda e no final a merda já tá feita e a Capcom fica sem saber o q fazer pq só pensa nas vendas…e a maioria dos fãs de hoje em dia não pensam em nada

  13. wellinton_lucas 02/06/2013 at 23:42 -

    eu acho que eles se amam haha quem jogou revelations ficou muito feliz, ate a jessica se joga pra cima do chris =) realmente revelations eh o melhor resident eu gostava mais do 5 mais o revelations eh incrivel =)

    • Chris Redfield 03/06/2013 at 13:24 -

      eu acho o Revelations muito bom a nível d história sim…+ incrível!? Revelations teve 3 defeitos de uma forma inacreditável..

      1º a mudança de rosto da Jill…o rosto da Julia Voth é a Jill q nós conhecemos desde o Remake e isso NUNCA pode mudar e a Capcom já perdeu uns 1000000 pontos com isso..e o visual da Jill no R.E 5 é o MELHOR dela em toda a série

      2º a falta de um modo cooperativo na história..qm ñ gosta jogue campanha solo porra ¬_¬

      3º jogar com personagens novos e chatos tirando o foco dos principais…porra Revelations era pra ser um game TOTALMENTE Chris & Jill ou seja Valenfield total…ñ q Parker e Jessica tenham sido ruins ñ.. acho q foram essenciais na história…+ as partes jogáveis na campanha com Parker e Keith são ALTAMENTE RIDICULAS E DESNECESSÁRIAS e não deveriam estar alí pq tira o foco dos personagens principais..qm joga a campanha de Revelations qr jogar com Chris & Jill somente, Parker e Jessica se houvesse um co-op na campanha..agora partes com Parker e Keith..porra altamente ridiculo

      • wellinton_lucas 03/06/2013 at 15:08 -

        amigo eh a minha opiniao ta =) eu achei incrivel vc precisa concordar.

      • Carol 03/06/2013 at 20:03 -

        Realmente Jill de RE5 é lindíssima !!!! aliás Jill e Chris de RE5 deveriam ser padronizados….estão perfeitos!!!!

        • RogueaVampira 03/06/2013 at 20:43 -

          Eu tbm adoro o visual dos dois em RE 5.

      • Mhad 03/06/2013 at 23:26 -

        Concordo com o “ChrisRedfield” achei totalmente desnecessário jogar com Parker,Keith,são partes da campanha que mais da vontade de passar logo,se pudesse pular eu pularia as partes com eles,todo jogos de Resident Evil,eu costumo zerar diversas vezes,com revelations eu não tive motivação pra zerar novamente,só em pensar que eu teria que jogar essas partes com Parker da desanimo,por isso eu digo,revelations foi um bom jogo sim,porem não é só por causa da volta de sua essencia que foi incrivel,tem varios defeitos,inclusive esse de campanhas desnecessária.

      • JV 07/06/2013 at 01:13 -

        Revelations é um título totalmente focado unicamente em Jill Valentine e esse é um ótimo ponto para o jogo, visto que a protagonista não vinha tendo belo destaque desde RE3 (Claro que ela foi o destaque do RE5 mas não como protagonista). Chris é só pra encher linguiça, você joga tão pouco com ele que nem faz diferença. Parker e Keith tantos faz, gosto do Parker. Eu prefiro o jogo solo, assim foca mais em um único protagonista, não em dois e o clima é melhor. Chris deveria sumir por um bom tempo da série.

      • Sergio 07/06/2013 at 11:14 -

        Concordo com vc…Revelations seria perfeito somente com Jill e Chris….é claro que isso não tira o brilho do jogo….mas esse Parker aff!! bichinho feio e sem graça…quem sabe num próximo RE a Capcom atenda os fãs e coloque somente Jill e Chris !!! 🙂

    • Anna 07/07/2013 at 20:11 -

      Disse tudo,Remake,5 e Revelations são os melhores pra mim *–*
      Chris e Jill s2s2 Always
      Ri d+ com a Jessica dando em cima de Chris e ele “Jill,Jill….we’ll find you Jill” hahaha se isso não é amor eu não sei o que é :3

  14. esdras b 03/06/2013 at 00:41 -

    Se fizerem um jogo muito bem feito nao havera’ necessidade d matar um protagonista p fazer apelo emocional. Uma serie q ja esta.numa situacao delicada seria muito arriscado. E o chris e’ um azarado q atrai a morte p todo mundo q anda com ele.

    • EduardD 03/06/2013 at 13:53 -

      Concordo.

    • Carol 03/06/2013 at 19:13 -

      Discordo de você, nenhum protagonista é azarado ou atrai azar, as mortes fazem parte do jogo para dar emoção , suspense e tudo mais…se formos seguir seu pensamento então Leon é de longe mais do que pé frio, pois estava em Raccon qdo todos foram infectados, depois, viu o presidente dos EUA e milhares morrem também num ataque, e ao chegar na China, novamente a cidade em que está e destruida por outro ataque, po seja , onde ele está, não só quem está ao seu lado morre, mas a Cidade toda kkkkk Mas como disse , temos que ver que isso é parte do enredo, não que ele traz azar !!!!!

      • nome 04/06/2013 at 18:57 -

        eu concordo com vc.

  15. José Mac 03/06/2013 at 00:49 -

    Isso me faz lembrar daqueles que insistem em não aceitar a morte de Wesker, chegando inclusive a colocar o vídeo inúmeras vezes em camera lenta para tentar comprovar a teoria esdrúxula de que os foguetes não acertaram a cabeça dele em cheio, rs!!

    • Lara 03/06/2013 at 18:09 -

      È verdade XD
      Mas é que sei lá,a morte do Wesker foi tão morna pra um vilão como ele

  16. Full Moon 03/06/2013 at 02:48 -

    E a Capcom ainda tem dúvidas de onde estão errando, quando é tão evidente…

    O problema de Resident Evil é que falta maturidade na série, a Capcom não tem ousadia e não trata a história com seriedade.
    Resident Evil já tem quase 20 anos e até HOJE não morreu nem sequer um protagonista da série.
    De todos os desastres e infecções até hoje não morreu um personagem principal. Todos saem magicamente ilesos.

    A morte de Jill Valentine poderia ter elevado a série a um novo patamar ou a morte dos Chris em RE6, mas a verdade é que a Capcom não tem coragem pra fazer isso.
    Não é como Metal Gear Solid onde a gente sabe que qualquer personagem pode morrer, se o Kojima assim decidir.
    É por isso que a série tá decaindo, falta qualidade nas histórias, não é apenas a falta de terror, mas a falta de ousadia da Capcom em criar um jogo com uma atmosfera mais madura e realista.

    • Bruno D cesar 03/06/2013 at 12:14 -

      Realmente, gostaria de ver um Resident Evil com temas polêmicos e atuais, políticos, religiosos, entre outros, imagina como seria legal.

  17. jack 03/06/2013 at 09:58 -

    Ainda bem que não morreu ela e a Ada são simplesmente as musas de resindent evil !!! ^^

    • Anna 07/07/2013 at 20:19 -

      CONCORDO!!
      Jill diva de RE (Inveja da oposição u.u) hahaha (Brincadeira ;D )
      😀
      Se Resident fosse um jogo sem história ai a morte deles não faria diferença ou até daria mais drama e blablabla…mais uma história forte como essa é óbvio que tem protagonistas….RE n é Halo,CoD e etc onde a morte de quem você controla é só mais há acrescentar ao jogo,matando um personagem importante que vem de tanto tempo em RE leva-se uma parte da história (do começo de tudo) junto!

  18. SEVEN 03/06/2013 at 12:29 -

    Pra mim o natural é sempre os mocinhos se darem no final depois de uma campanha fudida!!! Pra mim e isso que importa sem essa desse melodrama de ficar matando os personagens principais o melhor comentario que li aqui foi disparado a do Marcos Vinicius Roston pra mim se falo tudo cara quando disse que Chris tomaria o mesmo rumo em RE6 se Jill tivesse morrido em RE5 e disse mais verdade ainda quando falo em que o pessoal que curte (ADORA) RE são chatos por que nós somos chatos mesmo ao extremo pode ter certeza disso pra sua tristeza ou não!!! Dsse demartini começo a desconfiar de sua devoção por RE!!!!

    • Anna 07/07/2013 at 22:29 -

      Se Jill tivesse morrido no RE 5…e a história fosse a mesma, quem ia salvar ele do vulcão pra ele seguir “o mesmo rumo” no 6 e.e ?
      Jill está com ele desde os S.T.A.R.S…eles fundaram a B.S.A.A juntos,passaram por muita coisa “JUNTOS”,não ia ser a mesma coisa nunca se ela tivesse morrido :C

  19. Chris Redfield 03/06/2013 at 12:30 -

    gente Resident Evil sem Chris Redfield,Jill Valentine, Leon S. Kennedy e Ada Wong é a mesma coisa q Metal Gear Solid sem Snake, Dragon Ball sem Goku,Devil May Cry sem Dante Sparda..ou seja…NADA!

    Uma série é feita por sua história? Sim a história d Resident Evil é sobre Bioterrorismo…+ uma série assim como sua história é feita por seus personagens e Resident Evil é uma história sobre Bioterrorismo e das pessoas q lutam pra acabar com isso…então Resident Evil é o q é hoje por seus personagens principais q não podem ser jogados fora ou muito menos reciclados por novos personagens…é melhor a Capcom dar um fim a série um fim digno a série do q matar a seus personagens principais q fizeram da série o q ela é hoje e reciclar com personagens q por mais q possam ser legais..nunca vão ser melhores que os reais personagens principais da série…é por isso q Chris Redfield, Jill Valentine, Leon S. Kennedy, Ada Wong e os personagens das outras séries citadas acima Snake, Goku, Dante Sparda…são e sempre serão uma Lenda…

    • esdrasb 03/06/2013 at 14:23 -

      pensei dessa forma, tipo tomb raider sem lara croft!? são icônicos, ao longo dos anos a capcom tem trazido novos personagens q simplismente não tem colado. acho q eles até pensaram em jake p re7 mas já desistiram se não vai ser fail.
      se matar jill e chris acaba a série. se o leon morrese os fãs não fariam tanto barulho eu acho. mas mate chris ou jill q a bomba atomica de re3 vai cair na capcom.
      re6 já foi polemico sem morte do chris, se ele tivesse morrido no considerado pior jogo da serie numerada seria bomba!!! por mais q ficasse bonnito na história mas o conjunto do jogo decepcionol nas características tradicionais da serie.

  20. Nicolas Augusto 03/06/2013 at 12:37 -

    Demartini, o projeto de contos continua ou você decidiu parar como fez com o quadro de cosplayers?

    • Felipe Demartini 03/06/2013 at 12:40 -

      Parou pq a galera não enviou mais conto nenhum.

  21. Odalicio 03/06/2013 at 12:55 -

    Sem Jil
    Sem Josh
    Sem helicóptero
    Chris morre no vulcão junto com Albert Wesker e Sheva… Carla Radames destrói o mundo em RE6 e então Game Over.

    • RogueaVampira 03/06/2013 at 18:42 -

      Eu ri intensamente.

  22. Alan 03/06/2013 at 13:08 -

    Na minha opinião RE sempre se baseou em 3 pilares de sustentação, 1 – história-enredo interessante com diversas possibilidades desde um incidente localizado até um com nível global. 2 – jogo-gameplay excelente, a interação do jogador com a história e os personagens, a ambientação o clima e as sensações que o jogo te passa, sempre foi muito forte em RE. 3 – personagens carismáticos, isso sempre foi próspero na série, é difícil vc não se identificar com algum deles, inclusive tem gente que é mais fã dos personagens do que da série em si. Das três características duas a capcom já experimentou mudar que foi o enredo, saindo de vírus para parasitas e a série continuou o sucesso, mudou tmb o gameplay e o sucesso continuou. A única coisa que falta mudar são os personagens e poderia ser com a morte de um deles, no caso são três principais: Jill, Leon e Chris. Seu eu fosse a capcom tmb teria um medo danado de matar um deles, já que RE é a principal franquia da empresa, enredo e gameplay vc pode mudar a hora que quiser mas a morte de um personagem não. Taí uma coisa pra se pensar será que a série não afundaria com a morte de um deles ao invés de ter novo fôlego. Wesker foi pro saco no 5 e por enquanto não apareceu nenhum vilão que servisse nem pra engraxar o coturno dele.

  23. EduardD 03/06/2013 at 13:49 -

    Essa de matar personagens não é o mais importante e não da folego novo.

    ousar não é isso, e bem pelo contrario é muito mais util o bom uso dos personagens conhecidos pelos fãs sem dramas exagerados, o que muitos não compreendem é que a série tem um “começo, meio e fim”. eu prefiro que se termine a série do que se inicie uma matança de personagens porque esse não é o caminho ou que seja tanto faz, mas deixa a Jill por ultimo e faz o favor de devolver o rosto dela…e o cabelo também.

  24. Nemesis BOW 03/06/2013 at 13:50 -

    Jill tem quase uma função de Ada, salva o Chris.kkkkbrinqs
    Estou louco pra jogar este Revelaitons.
    A série deveria utilizar outros personagens
    para protagonizar os jogos, a Rebecca foi uma boa protagonista, Barry já está velho, Hunk tá quase “virando um Darth Vader”, Carlos Oliveira tá enchendo a cara de Chopp, ao menos trouxeram a Sherry devolta.
    Mesmo personagem protagonizando o outro.
    Eles poderiam colocar um enredo qual a “Salve Terra” seria o alvo de um próximo ataque bioterrorista, talvez trazendo até a Claire devolta ou até mais.
    Shady vc tem face?

  25. r7 03/06/2013 at 14:31 -

    concordo com vc alam muito bem colocado!!!!
    Chris e como super homem do RE jill e tipo a mulher maravilha tão forte como Chris e Leon.Leon e como o batmam sempre dar seu Jeito mesmo quando tudo esta perdido ele eo cara q resove tudo…como podem matar um delessssssss????

    • RogueaVampira 03/06/2013 at 18:56 -

      Trindade da DC: Super-homem, Mulher-Maravilha e Batmam.
      Trindade de Resident evil: Chris Redfield, Jill Valentine e Leon S. Kennedy.
      É por isso que a Capcom não tem colhões para matar nenhum dos três. A DC já matou o Super-Homem uma vez e foi uma polêmica dos diabos, porque a DC não teve colhões para efetivamente matar o Super. Depois disso, o máximo que a DC fez foi aleijar o Bátema por um tempinho mas logo, logo ele voltou a espancar bandidos por aí. A Mulher Maravilha também é imortal na DC, rsrs. A Marvel é até mais corajosa, já matou o Homem-Aranha…mas foi no universo alternativo da editora. No universo normal o teioso ainda se pendura nos arranha-ceus novaiorquinos. É por isso que a Trindade de Resident Evil é imortal. Não daria certo nenhum deles morrerem. A menos que fosse no último game da série numerada antes de um reboot. Aí acho que a Capcom teria colhões. Acho.

  26. Joacir Júnior 03/06/2013 at 16:00 -

    É legal ver que até hoje Resident Evil não se tornou sinônimo de um personagem como acontece em tantos outros jogos, não que isto seja ruim, mas me agrada muito quando o contexto é maior do que o personagem e com o isto a Capcom acaba tendo liberdade de explorar suas histórias pelos jogos, livros e até revistas em quadrinhos. Se Jill tivesse morrido provavelmente sentiríamos sua falta, porém a história da série poderia ser continuada normalmente com os personagens que restam ou até mesmo com novos. Eu até arriscaria em dizer que em breve a Capcom fará com que algum personagem das antigas morra ou seja aposentado de maneira honrosa.
    Um abraço

    • Chris Redfield 04/06/2013 at 16:27 -

      kra..vc tá jogando muito Call of Duty ou vendo muito seriado embora q ate seriado ñ mata os personagens principais.. vc imagina Supernatural sem os irmãos Winchester? ñ pq ficaria uma merda…então só Call of Duty mesmo q t coloca jogando com um personagem q vc ñ vê q tá alí do nada só pra cumprir a missão e é tão relevante e descartável sem carisma nem nada salvo os personagens de Black Ops e Modern Warfare q pelo menos tem um pouco mais d carisma e mesmo assim vc se lembra do Roach? no Modern Warfare 2 ñ ele morreu e ngm nunca viu seu rosto e no final ele era dispensável e chato pq ele tá alí pra isso mesmo…+ Resident Evil é diferente amigo sempre começou com Chris Redfield, Jill Valentine, Leon S. Kennedy e Ada Wong…são os personagens em q a história girava em torno e gira ainda e sempre vai girar assim como Bruce Wayne é o Batman e Clark Kent é o Super Homem e Lara Croft é no Tomb Raider é uma história d bioterrorismo a de Resident Evil? Sim…+ é uma história dos personagens q combatem o bioterrorismo…assim como a de Bruce Wayne q combate o crime…e os personagens principais d Resident Evil são Chris Redfield, Jill Valentine, Leon S. Kennedy e Ada Wong ou vc aceita isso ou eu recomendo q vc procure outra série q ñ dá importância a seus personagens e sempre muda assim como Call of Duty, Bioshock, Silent Hill entre outras por aí

  27. levasco 03/06/2013 at 16:19 -

    Jill e Chris são meus preferidos, mesmo assim não cortaria meus pulsos se um deles morresse em um roteiro bem feito, maduro e criativo.
    Bem que a Rockstar poderia emprestar os roteiristas de Red Dead/GTAIV pra Capcom.
    Em RE6 tivemos toneladas de referências aos antigos jogos e ação ensandecida para os fãs de CoD, além de trama rasa, todos viram no que deu, além do fanservice com medo dos haters.
    Se personagem principal tiver que morrer, que seja num roteiro fodastico, caso contrário um bom exemplo é o de Billy, que cumpriu seu papel e teve um fim de história digno e verossímil.

  28. RogueaVampira 03/06/2013 at 18:22 -

    Eu também não consigo entender(nem a Capcom deixa claro pra variar) o que motivou a Jill a se jogar naquele abismo. Foi um ato de puro amor mas pelo que ou por quem? Pela luta contra o Bioterrorismo ou por amor ao Chris? É por isso que todo mundo pensa que Chris e Jill se amam, por causa dos atos de altruísmo que ambos vivem fazendo um pelo outro. A Capcom deixa tudo muito no ar e aí os fãs pensam óbvio: Eles se amam. Porém não é tão explicito como o relacionamento (emcubado) do Leon e da Ada. O que parece é que o amor que eles sentem um pelo outro é fraterno. Mais aí é que o bicho pega, o Chris já tem uma irmã de sangue por quem se importar e se importar com ele, então porque ele precisaria da Jill como alguém como se fosse uma irmã para ele? Pelo fato de ambos serem homem e mulher é muito comum se chegar à conclusão que sentem algo a mais um pelo outro. Eu acho que se Jill e Chris se assumissem, Resident evil seria um jogo com casais demais: Leon e Ada, Sherry e Jake, Jill e Chris. Acho que já é tarde demais para a Capcom adicionar um romance entre os dois. Ada e Leon é um romance mais interessante porque já vem há muito mais tempo sendo trabalhado diferente de Chris e Jill que não houve sequer um ‘olhar diferente’ ou coisa parecida. Mas a Capcom bem que podia fazer um serviço de utilidade pública e definir o que rola ali ou fazer os dois brigarem para sempre e acabar com essa palhaçada de uma vez por todas kkkkkk LOL

    • Felipe Demartini 03/06/2013 at 19:00 -

      Até aí, o serviço de utilidade pública já foi feito: a Capcom já afirmou que Chris e Jill não são um casal, apenas parceiros. A questão é que a galera não aceita isso e quer pq quer que eles se peguem.

      Esse seu comentário me chamou a atenção para uma coisa que tem rolado aqui: a galera é extremamente limitada no que toca os relacionamentos =/
      Se Jill se jogou pra salvar Chris, ela ama romanticamente e ponto. Pelo jeito, a ideia de que é possível ter um amigo por quem vc daria a vida é um absurdo. Esse tipo de coisa só vale pra amante ou família. Triste, mto triste.
      Falando de forma extremamente intimista: já tive pessoas com quem eu me envolvi romanticamente que eu não pularia de um penhasco pra salvar. E tenho amigos (inclusive do sexo feminino) por quem eu faria isso. Talvez seja por isso que eu consigo ver claramente que Chris e Jill podem não ser um casal e, ainda assim, ter esse tipo de atitude em relação um ao outro.

    • Carol 03/06/2013 at 19:58 -

      A Capcom quer mesmo é que fique esse enigma, é uma tática pra criar mistério e ficar sempre aquela curiosidade no lançamento de um novo jogo, e ela é expert em empurrar com a barriga certos desfechos.Porém agora que ela está numa fase de “dar ouvidos” ao público devido ao mau resultado de RE6 , então não duvido que Chris e Jill possam finalmente juntar seus “trapinhos”!!! pois a própria Capcom afirmou sobre o desejo dos fãs por Chris e Jill juntos em um RE numerado, então porque não unir o útil ao agradável, ou seja, juntos literalmente!!!!

      • Sokholov 03/06/2013 at 20:18 -

        minha nossa, essa ‘vampora gosta mesmod e digitar ein? heehhe
        A propósito, pode parecer puxa-saquismo, mas tenho que bater palmas para o seu comentário Demartini, besteira isso do povo querer mais um típico cliche de ver os dois “mocinhos” de uma franquia relacionados amorosamente, os dois são ótimos parceiros, e acho que além da grande relação de amizade que eles cultivam de RE1, todo este lance do crime bioterrorista e armas biológicas, tbm a perda de pessoas queridas e amigos próximos os uniu de uma maneira muito especial nesta longa batalha contra as armas biológicas, e depois os dois são agentes de alto nível trabalhando juntos nisso desde o começo de toda a encrenca, e perfeitamente aceitável e lógico que continuem cooperando um com o outro como parceiros e além da relação de trabalho, uma grande e bonita amizade!

        • RogueaVampira 03/06/2013 at 20:53 -

          Eu tô muito tagarela hoje mesmo, kkkkk

  29. RogueaVampira 03/06/2013 at 20:10 -

    kkk, verdade Felipe, acho que vi essa noticia até aqui no SAC mesmo. E você falou a verdade, o povo não aceita que homem e mulher troquem gestos de amor que já são rotulados de casal. Já ouvi muitas pessoas dizerem que não existe amizade entre homem e mulher. Só o que existe é atração sexual e pronto. É por isso que citei o quanto o fãs julgam que o Chris e a Jill têm por obrigação que ser um casal, isso reflete o pensamento atual da sociedade. Homem com amizade com mulher = namoro
    Homem com amizade com homem = Gay
    Mulher com amizade com mulher = Lésbica.
    Homem com jeito afeminado = Bicha
    Mulher com jeito de homem = Sapatão.
    Esses tipos de preconceito existem na sociedade e consequentemente na comunidade gamer também. Por exemplo, o Chris é taxado de ‘virgem’ o tempo todo pelos fãs porque simplesmente não pegou ninguém na série. Também já vi a Helena ser chamada de Lésbica em algum lugar pelo simples fato do jeito brucutu dela em RE 6. Duvido que o Leon já não houvesse sido taxado de gay se não tivesse aquele casinho sem futuro com a Ada. Se a Jill tivesse toda aquela afinidade com a Claire ao invés do Chris, isso já seria motivo de comentários maldosos dos fãs. E por aí vai. Até jogar RE 5 eu também pensava que poderia rolar um algo mais entre Chris e Jill, mas depois parei e pensei: ‘Mas já são cinco jogos e até agora nada, que sentido vai fazer se de repente eles passassem a sentir atração um pelo outro?’ Como já disse é tarde demais para isso. E a percepção de como as pessoas vêem as coisas depende muito da maturidade. Muita maturidade = percepção ampla das coisas. Pouca maturidade = percepção limitada das coisas. Infelismente nem todo gamer tem maturidade suficiente para compreender o que rola entre Chris e Jill porque a maioria e criança ou adolescente, mas adultos como nós é mais fácil chegar à conclusão que Chris e Jill não são ‘apenas’ amigos, mas são aqueles amigos em que um se jogaria em um abismo pelo outro. E também percebi o quanto o ato da Jill se jogar em um abismo foi poético (e até mesmo Bíblico ) ao ler o seu comentário. Tem que ser muito amigo para se jogar em um abismo pelo outro. Eu também faria isso pelos meus melhores. Me lembrei de um trecho da Bíblia ( não lembro o versículo) em que diz que ‘não há prova maior de amor do que doar a vida pelo seu semelhante’. Eu amo essa passagem a propósito. Abraços, Felipe!

    • Felipe Demartini 03/06/2013 at 21:44 -

      Devido à grande quantidade de comentários em um mesmo artigo, o sistema acabou te colocando na lista de spam.
      Já liberei o seu nome aqui, mas pode voltar a acontecer, pq é automático. Qquer coisa, eu mesmo libero manualmente.

      • RogueaVampira 03/06/2013 at 21:48 -

        kkkk, delete esse e deixe o mais recente please LOL

  30. AlexsandherFG 03/06/2013 at 21:04 -

    Só de ler o título “e se Jill tivesse morrido…” me arrepiei completamente. Se Jill realmente tivesse morrido, a série também teria morrido, pelo menos pra mim que sou grande fã da personagem >.<

  31. Carol 03/06/2013 at 21:23 -

    O detalhe que quero colocar, é que acho que a Capcom está (pelo menos é o que mostrou) mais atenta ao que o público deseja em RE, visto talvez a volta ao survivor em futuros games, portanto acredito ser plenamente possível Chris e Jill assumirem o amor um pelo outro!! Mas digo, pelo aspecto de mudança de postura da Capcom, é mais ou menos como uma novela que muda de rumo de acordo com a audiência!!! Não só pelo desejo da grande maioria dos fãs de ver Chris e Jill juntos, mas também outros rumos do jogo como mortes ou retornos de protagonistas, acredito que a Capcom nos próximos jogar de RE, estará mais buscando atender aos fãs, tentará mais agradar do que desagradar, por isso, e somente por isso, acho que o que parece mais ser insistência de fã hoje, pode ser uma realidade em jogos futuros.

  32. RogueaVampira 03/06/2013 at 21:45 -

    Replica para a Carol, porque não tô conseguindo replicar no comentário dela, tá bugando =/

    A Capcom tá é de palhaçada isso sim, kkkk. Eu não aguento mais o ‘enigmático’ joguinho de gato e rato do Leon com a Ada quanto mais esse chove não molha da Jill e do Chris. A frase ‘Mulheres’ do Leon para mim é o simbolo do quanto a relação dos dois já virou uma comédia. Imagine o Chris olhar para a Jill depois de, sei lá, 20 anos trabalhando juntos, de repente se olharem e dizerem: ‘Eu te amo, casa comigo? Em RE 1 eu não tive coragem, nem no RE Revelations, nem no RE 5, nem no RE 6 porque passamos um ano sem ver um ao outro, mas agora no RE 7 eu tenho colhões, porra!’. Seria um momento WTF? Eu acho que a Capcom vai ‘dar ouvidos’ a coisas que deem um melhor retorno para a Empresa no momento como o retorno da franquia ao survivor horror…

    E agora eu encerro por aqui o meu surto de tagarelice e paro de encher o artigo do Felipe de coments. É sério. rs

  33. marcosRE 04/06/2013 at 06:17 -

    Que beleza choveu de comentários , bom acredito q jill e chris são amigos mesmo, as pessoas querem forçar um algo a mais, porém o lance é companheirismo apenas, se jill tivesse morrido ficaria extremamente chateado pois ela é uma das minhas personagens preferidas, a série perderia mto com isso, além da condição psicológica do Chris q afetaria a ponto de talvez mudar um pouco a sua trajetória na série.

  34. Nemesis BOW 04/06/2013 at 13:56 -

    O pessoal aqui deu boas justificativas, mas poucas delas se explicam, mas uma coisa que não entendo direito por que a Capcom ainda continua com esses joguinhos com Ada e Leon, está virando uma “comédia antiga”.
    Queria saber qual é a verdadeira intenção da Capcom continuar com esta situação e o que o futuro ainda guarda para eles?

  35. Lucas Gaspar 04/06/2013 at 14:45 -

    Seria bacana se Jill, Cris, Leon Morressem, mas não da forma que sera com a Jill no 5, acho que esses personagens tem que deixar a trama mas de uma forma honrosa por tudo que fizeram. A Jill morrendo no 5 sem ser uma personagem jogável, apenas pra dar enfase a estória do Cris no jogo não seria legal… Acho que a Capcom perdeu uma boa oportunidade no resident evil 6 de eliminar um dos protagonistas deixando o Cris “passar o bastão” para o Piers…. criaria um novo rumo pra série que já está meio defasada depois de tantos jogos….

    • Sergio 04/06/2013 at 15:19 -

      Na verdade a Capcom foi muito sabia em não matar nenhum protagonista em RE6, pois o jogo foi uma grande decepção pra muitos fãs em muitos aspectos, então imagine se somando a toda essa decepção, fosse incluido ainda a furia dos fãs mais radicais de RE (que são milhares), devido a morte de algum protagonista!!! poderia ter sido um estrago ainda maior, talvez até irreversível para a serie!!!

      • Carol 04/06/2013 at 20:03 -

        Realmente 🙂 Imagine se Chris tivesse morrido nesse jogo morno….seria a “pá de terra” pra enterrar esse jogo de vez!!! Felizmente ela não cometeu esse erro….então pode consertar o q fez de errado em RE7 🙂

  36. Lucas Gaspar 04/06/2013 at 16:23 -

    Gostei do carisma do Piers, apesar que estou pensando diferente de muitos fãs de Resident… eu gostei bastante do Resident Evil 6…. achei realmente épico, talvez meu gosto não seja o padrão da galera que respeito demais, mas caracas achei um jogo super elaborado, onde agrada a todos, tem Cris para fãs do Cris como eu, tem Leon para os fãs do Leon, achei a estória bem bacana, o conflito psicológico do Cris, a habitual heroísmo de Leon… mas enfim, to fugindo do assunto…. eu mesmo tendo o Cris como meu personagem favorito, iria achar épico um final honroso dele como foi o do Pears…. o cara na minha opinião conseguiu obteve o carisma suficiente pra continuar na série ocupando bem o lugar do Cris… mas o final dele foi igual ao do Steve em code Verônica, se sacrificou para salvar o protagonista….

  37. nome 04/06/2013 at 18:51 -

    Eu não gostaria da morte do Chris e nem da Jill, porque são meus personagens favoritos. Não acho que a capcom pense algum dia em matar a Jill, na verdade acho que ela vai voltar mais linda e maravilhosa no RE7.
    Ainda mais depois do Revelations…. Jamais quero a que a Jill morra. Independente do que falam por aí, os jogos que tiveram ela foram os melhores. RE1, RE3, Revelations, RE5. Tem Resident evil melhor que o Revelations, o RE5 e o RE3?
    PS: Sacanagem chamar a Claire de sonsa. Ela é guerreira! Espero que ela volte, apesar de não confiar muito nisso.

  38. Dhiego 05/06/2013 at 01:34 -

    Felipe, sabia que no Beta do RE5 pensaram em tornar a morte da Jill verdade? , eu vi um artigo em um site de como seria o beta do RE5 e acho que seria bem melhor do que a versão final. Pois teriamos Zumbis (que corriam, talvez fossem Crisom Heads.) e a historia iria permanecer a mesma, alterando somente o percurso do jogo. acho que seria bom se vc fizer-se um artigo falando desse Beta. =)

    • Felipe Demartini 05/06/2013 at 10:55 -

      Até onde eu sei, não existe nenhuma informação de que a Jill realmente ia morrer no Beta de Resident Evil 5.
      Só a cena da queda no penhasco ia ser estendida, poderíamos ver Wesker carregando ela e tb mais sobre os experimentos que ele fez.

  39. Dhiego 05/06/2013 at 16:53 -

    Felipe, me desculpe se é proibido postar links de outro site, se for pode deletar. mas dê uma olhada nesse site e me diga se essa informação é verdadeira. > http://www.relyonhorror.com/in-depth/resident-evil-5-beta-4-5-information-lost-scrapped-concepts/

    • Felipe Demartini 05/06/2013 at 17:20 -

      Essas informações são reais sim. Eu achei que vc estava falando sobre o penhasco.
      A questão quanto a morte da Jill seria uma coisa tipo RE1, em que certas decisões tomadas durante o game afetariam a história e a Jill acabaria morrendo, não pela queda do penhasco, mas por outros motivos.
      Não se sabe qual seria a “versão canon” que surgiria a partir daí, mas bem provavelmente, seria a versão com a Jill viva no final.

  40. nome 05/06/2013 at 19:02 -

    E se Felipe Demartini fizesse um review de Resident Evil 5? 🙂

  41. Dhiego 06/06/2013 at 01:49 -

    você bem que poderia fazer o artigo, aqui no sac,já que para muitas pessoas é desconhecido, na minha opinião , esse Beta é bem melhor do que a versão final. acho que se vc fize-se um artigo dele aqui no sac tornaria muito mais conhecido o beta. =) . é só uma opinião, não prescisa levar em conta.

    • Felipe Demartini 06/06/2013 at 11:08 -

      Um dia terá.

  42. Nícolas 11/06/2013 at 06:01 -

    Porra!! Cade a claire??? Chega de chris,jill,ada e leon eu quero a claire de voltaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  43. ricardo 17/06/2013 at 22:15 -

    e meio engracado se comenta que chris ou jill morram e o leon é o intocavel ne?? chris para mim é o mais foda do mundo resident evil e nao pode morrer de jeito nenhum duvido muito que a capcom vai fazer isso

  44. Anna 07/07/2013 at 16:39 -

    Né isso…Deus me livre kkk
    Jill está em RE desde o início,matar ela seria acabar com o jogo pra mim…pra quem acompanha RE desde o começo Chris e Jill já viraram ídolos,eles morrerem não faria sentido e não teria graça,o último jogo (que se Deus quiser vai ser lá pro RE10 huashu)
    tem que terminar com Jill e Chris finalmente juntos
    *–*
    Eu não vejo problema em um “cliche” de romance entre os mocinhos da história…afinal se a história se desenvolve assim entre eles e é assim que o público quer ver por que não aproveitar os “cliches”,eu concordo que residente evil não pode deixar de ser um jogo de ação pra virar um romance entre os protagonistas mas não faria mal no último jogo da franquia que eles terminassem juntos,Chris já tem irmã e já teve muitas parceiras ,e Jill com certeza não é só mais uma parceira pra ele,eu ri muito quando Wesker falou “parceira” (entre aspas),tudo que eles já passaram e já fizeram um pelo outro é prova disso,mesmo quando Jéssica dava em cima dele ele nem ai (como se só pensasse em Jill) ,pode ater ser que eu esteja errada,mas RE n é só mais um jogo de zoombies,pra mim é um jogo com um história muito forte,então esse “cliche” que envolveu tanto o público deveria ser aproveitado,claro que no momento certo pra não atrapalhar no rumo da história,fora que gente,temos que admitir,você tem que amar muito uma pessoa pra dar a vida por ela,é fácil falar que você fária ou não isso por fulano,mas na hora só o sentimento é capaz de dizer isso,pra mim tudo que eles já passaram juntos e fizeram um pelo outro prova que eles tem um sentimento muito forte,seja ele qual for,e se um deles morresse toda uma história morreria,é como já disseram,é a mesma coisa que Tomb Raider sem Lara,que Batman sem Bruce,que Piratas sem Jack…pelomenos pra quem se envolve mesmo com a HISTÓRIA do jogo,e não joga só pelos tiros e gráficos,é muito fácil perceber isso,eu acompanho RE desde o começo e é isso que eu acho 🙂

  45. Vinicius Branco 18/08/2013 at 12:14 -

    Olá, uma coisa que não entendi foi pq vc disse que ela era imune ao T-Vírus sendo que em RE3 Carlos precisou pegar uma cura para Jill pela infecção que Nemesis causou nela? Obg

    • Felipe Demartini 18/08/2013 at 13:53 -

      Foi justamente aí que ela se tornou imune.

  46. Lana Hamby 21/09/2013 at 13:28 -

    Matar um dos personagens me parece um pouco apelativo… Principalmente matar a Jill, que sempre foi uma das favoritas. Depois do retorno dela em RE5, várias pessoas tem chamado ela de vadia, entre outras coisas, mas na minha opinião, matar ela é um erro. Eu considero ela e o Chris essenciais para o jogo, e tomara que a Jill se recupere nos próximos jogos, sinto falta de jogar com ela.

    • Anna Beatriz 05/11/2013 at 19:50 -

      Disse td…sds da melhor equipe de RE….cara pra um fã q acompanha o jogo do início…só sendo um mt frio,pra n se apegar a eles como principais…..jogar com Jill e Chris é bom d++ *—–*