Trama e personagens são o segredo do sucesso de Resident Evil, diz Capcom

Imagens exibem o cenário de Ada em Resident Evil 6

Em um extenso documento que lança mais uma olhada sobre o ano fiscal 2013, encerrado no último mês de março, a Capcom deu um olhar aprofundado sobre a franquia Resident Evil. Em um especial denominado “O Segredo do Sucesso”, a companhia comenta sobre o histórico da saga e dá algumas razões pelas quais, para ela, a marca se tornou tão conhecida.

Um dos grandes motivos, afirma a empresa, é a trama elaborada e extensa, que caminha lado a lado com o terror e uma preocupação forte com o realismo. Ao usar incidentes biológicos como o pano de fundo para todos os jogos, a Capcom aproxima Resident Evil da realidade dos jogadores, em vez de apostar no medo de forma fantasiosa e distante.

Junto com a história, porém, também vem a evolução dos personagens. Como a trama da série se estende por muitos e muitos anos, é natural que seus protagonistas envelheçam e mudem como qualquer outra pessoa normal. Esse amadurecimento acaba os tornando mais interessantes e, também, próximos dos fãs.

Todo esse tempo, porém, acabou gerando um problema para a Capcom. Em um trecho dedicado a Resident Evil 6, a Capcom afirma que o passar dos anos acabou dificultando a continuidade da saga, uma vez que os jogadores que começaram em 1996 hoje estão bem mais velhos. Por isso, foram feitas nova mudanças na jogabilidade em uma tentativa de abraçar novos fãs na mesma medida em que os antigos continuassem envolvidos.

Além disso, o documento também comenta sobre a baixa expectativa envolvida na produção do primeiro Resident Evil e como seu sucesso motivou o lançamento das sequências. Além disso, a Capcom cita outras empreitadas, como filmes ou parques de diversão, como métodos usados para manter a marca em evidência e leva-las a outros públicos.

O relatório foi divulgado no site da empresa dedicado a seus investidores, que receberam versões físicas do documento. Mas ele também está disponível para download por meio deste link.

Via REVIL.


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Felipe Demartini Ver todos os posts de

Felipe Demartini (Evil Shady) trabalha com sites de Resident Evil desde 2000. É jornalista e descobriu nos games a melhor combinação entre trabalho e diversão.

17 Comentários em "Trama e personagens são o segredo do sucesso de Resident Evil, diz Capcom"

  1. josé 11/09/2013 at 13:22 -

    Umas das alternativas para continuar a saga, não cronologicamente, é trazer de volta personagens fortes da série, como a Claire, além disso, fazer um resident evil voltado somente para Ada, afinal não sabemos para qual organização ela trabalha…

  2. iuri 92 11/09/2013 at 15:36 -

    Para mim isso de segredo não tem nada a ver com a franquia, segredo são os betas da capcom que jamais viram a luz do dia.

  3. Ricardo Dias 11/09/2013 at 16:48 -

    Resident Evil gira em torno de Chris, Leon e Jill. Pois são os grandes heróis e combatentes de BOWs na série. Mas tem a Claire que também é uma personagem muito carismática, assim como Barry e Sherry que também são carismáticos. Personagens fodas como Ada e Hunk e um mega vilão como o Wesker.

  4. FERNANDO 12/09/2013 at 11:00 -

    bem que a capcom poderia trazer velhos personagens nas proximas produções e ensinar ao paul o que é resident evil. e mudando um pouquinho o assunto porque não apostar em um remake das velhas franquias Felipe Demartini voce poderia me dar sua opinião ?

    • Felipe Demartini 12/09/2013 at 13:45 -

      N vejo a necessidade de novos remakes. Prefiro novos e bons jogos do que correr o risco de eles estragarem aquilo que já é ótimo.

  5. Renan 13/09/2013 at 09:07 -

    Sucesso? Realmente, eu não sei o que a Capcom está pensando da vida. RE 4 só foi um sucesso pq inovou na mecânica e nos gráficos, mas a história é podre. Doi só em lembrar os gritos agudos de Ashley “Leon, help me”. Quanto ao cinco, nada de terror, uma mistura de indiana jones, Call Of Dutty, com uma pitada de RE, Raccon Citty, uma idéia excelente, e um péssimo jogo. Dentre os muitos erros da Capcom foi transformar seus protagonistas em heróis, e transformar seus jogos em jogos. Ou seja, foi se embora o aspecto da verossimilhança, mate um corvo e ache uma granada, atire no teto e encontre uma esmeralda. Tudo isso foi a partir do 4. Leon se torna um herói que sai rumo a uma aventura, para investigar o sequestro da filha do presidente sem apoio tático, sem equipamento, sem logística, contanto com uma pistola e 15 munições. Quem é que escreve essas coisas?

    • josé 13/09/2013 at 13:04 -

      Falou e disse.. Apartir do RE4 , sucumbiu os momentos de medo e de verossimilhança. Chega ser absurdo, por mais que seja um jogo, dropar granada e munição quando um inimigo é eliminado. Os melhores jogos da saga, quanto a valorização da realidade, situa entre o primeiro e o terceiro Resident Evil, além do spin off RE outbreak.

      • Felipe Demartini 13/09/2013 at 13:22 -

        Vamos sempre lembrar que nos jogos originais se encontrava munição na lata de lixo, dentro da banheira, na sala de espera de um laboratório de pesquisas e etc. A diferença é que, no passado, se vc forçasse uma explicação, ainda dava pra engolir. Esses aspectos de jogabilidade são meio complicados de se lidar.

  6. Renan 13/09/2013 at 09:13 -

    Não deve ter remake. Pra mim deve ter o RE 7 e depois reboot. Sempre vai ter público para bons jogos, bons filmes e grandes emoções, sempre e em todas as idades. Lembro quando assisti com 10 anos no cinema rei leão, ainda que não soubesse expor idéias, a profundidade daquele desenho, que tb é uma ópera na Broadway, marcou-me o caráter psicologicamente denso e profundo.

    • rafael valente 15/09/2013 at 11:01 -

      acho difícil lançar um RE 7 pelo histórico da capcom com suas franquias, a duas possibilidades quando a capcom tem uma franquia no qual o último jogo teve baixas vendas e críticas negativas:
      A é primeira é eles ouvirem feedback dos fãs e lançarem um jogo muito bom no mercado depois, como foi o devil may cry 2 para devil may cry 3.

      A segunda, é possibilidade mais provável, pelo histórico da capcom nessa geração, que é o reboot imediato, nesse caso é parecido com devil may cry 4 no qual vendeu abaixo do esperado pela capcom, mesmo recebendo excelentes críricas, e recebeu reboot por isso.

  7. Rafael Alcini 16/09/2013 at 11:39 -

    Depois do “fracasso” do RE6 acho que a capcom não teve como ignorar todas essas criticas e acho que na proxima vez farão um trabalho que agrade a maioria dos fãns,pelo menos é oque eu espero…

  8. Rodrigo Miranda 22/09/2013 at 00:30 -

    Não faz sentido dizer que títulos como Resident Evil 4 e Resident Evil 5 são “podres” se o jogador e “fã” da série levar em conta que após a destruição de Raccon City as armas biológicas passaram a representar uma ameaça global por meio da venda no mercado negro para terroristas e governos do mundo todo. Temos que ter a maturidade de aceitar que o cenário mudou, as proporções aumentaram e nada mais se resume a um mistério em uma mansão ou uma cidade em meio ao caos. O mundo agora é o alvo, e o bioterrorismo se espalha. Que um possível Resident Evil 7 venha! Pois será muito bem recebido (pelo menos aos amantes de boas tramas).

  9. ricardo redfield 23/09/2013 at 22:30 -

    rodrigo falou e disse o povo nao entende que o cenário mudou não é apenas uma mansão com vários zumbis tentando entrar o mundo todo esta um caos então isso conseguentemente faz com que tenha mais acao envolvida e o 5 não foi ruim nada a historia foi muito boa com o fodao do chris achando que jill estava morta e foi ate as ultimas conseguencias para provar que ela estava viva e wesker principal vilao muito foda enfim o povo tem que entender a historia tb não e pq o jogo mudou o estilo que é um game ruim o 6 pra mim foi muito bom vários personagens importantes se encontrando uma campanha envolvendo a outra chris e leon nem se fala bom o que posso dizer é que gosto é gosto ne

  10. Nivaldo Ferreira 25/09/2013 at 00:16 -

    Personagens que amamos como Claire no meu caso.

  11. levasco 03/10/2013 at 01:04 -

    Custos de produção, agradar novos e antigos jogadores, manter qualidade, enredo envolvente e personagens fortes em um mercado em que as exigências mudam tão rápido e em um jogo que leva cerca de 2 anos pra ser produzido tendo que ser atual na época de lançamento, além de fãs extremamente críticos (já tive minha fase totalhater) são fatores que ameaçam e atrapalham RE (vide a possível refugada em matar Chris).
    Mais de 5 milhões em vendas pra outra franquia é sucesso, pra RE, foi um mais ou menos. Essa expectativa toda fez com que um bom jogo (RE6 com seus pontos positivos e negativos) sofresse com isso.
    Será que RE7 virá?

  12. marcelo 08/10/2013 at 20:55 -

    cara eu sou fan das antigas desde o primeiro RE,na boa do RE4 en diante a historia ficou meio sem pé nen cabeça. Leon virou indiana Jonas e chris chuk norris.fala seriu. E melhor parar por ai . A capcom deveria trazer de volta bily coen o personagen mais legal dos últimos temos na série. E Pelo amor de deus parem com os filmes de RE.

  13. pedro 15/10/2013 at 02:30 -

    joguei do RE4 pra frente os anteriores apenas assisti alguns game plays,digo e verdade que a historia mudou bastante porem naquela epoca do RE1 zumbi era ate bacana hj em dia o que assusta sao espiritos e coisas assim intao o termo terror se foi. intao restou a açao e um pouco de sobrevivencia, pq se levar em conta outros jogos o RE ta mto atras do que o mercado procura hj intao e normal isso acontece o que a capcom tem que fazer e o que a rockstar fez com o GTA V analisar bem, procurar uma historia boa e atualiza-la aos dias de hj, e dedica mto tempo pra fazer um jogo que realmente vai fazer sucesso por min RE7 devera sair so daqui uns 5 anos de mto trabalho ai sim teremos um jogo que todo mundo aprove